18.7 C
Porto
19.8 C
Lisboa
21.9 C
Faro
Sexta-feira, Julho 12, 2024

Programa Bairros Comerciais Digitais vai abranger 25 mil estabelecimentos no país

O programa Bairros Comerciais Digitais, iniciativa promovida no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e que pretende dinamizar o comércio de proximidade, vai abranger 25 mil estabelecimentos comerciais espalhados pelo país.

As mais lidas

Durante a sessão de apresentação do programa, no Palácio da Bolsa, no Porto, o secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, revelou que das 160 candidaturas submetidas a concurso, 95 foram aprovadas, abrangendo 25 mil estabelecimentos comerciais.

Nuno Fazenda esclareceu que o programa, que visa dinamizar este “setor estratégico” e que tem uma dotação de 52,5 milhões de euros, deverá, em breve, ser reforçado com 25 milhões de euros, estando neste momento o Governo a aguardar a aprovação da Comissão Europeia.

O programa, que tem como propósito “valorizar o comércio de rua e dinamizar polos comerciais de proximidade“, beneficia também residentes e visitantes, ao aproximar o comércio das tendências do consumidor que é cada vez mais “exigente, informado, ecológico e tecnológico”.

A região Norte lidera os projetos aprovados, seguindo-se a região Centro, de Lisboa, Algarve e o Alentejo, adiantou o secretário de Estado.

A criação de plataformas ‘online’ com oferta comercial local, de pontos de acesso à Internet, de gestão de venda e de entrega de encomendas, de sistemas de gestão de tráfego, de aplicações para processos de compra mais ágeis e de um espaço público mais qualificado e tecnológico, são algumas das soluções que vão ser implementadas em diferentes cidades do país.

Também presente na sessão, o ministro da Economia, António Costa Silva, destacou que o programa é “um dos maiores investimentos que o país fez no setor do comércio”.
A digitalização é uma das alavancas mais impactantes”, considerou Costa Silva

Já o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, António Cunha, destacou a necessidade de se apostar no setor do comércio, o qual, disse, “tem uma importância primordial”.
“Em boa hora o programa foi criado pelo Governo”, referiu.

À semelhança de António Cunha, também o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, enalteceu e saudou o Governo pela criação do programa que, considerou, “uma iniciativa meritória”.
O comércio tradicional e turismo representam o pulsar socioeconómico das nossas vilas e cidades”, referiu o autarca do Porto, município que viu aprovados dois projetos (Baixa digital e Bombarda digital).

A medida Bairros Comerciais Digitais tem como objetivo promover a digitalização da economia, quer através da adoção tecnológica por parte dos operadores económicos e pela digitalização dos seus modelos de negócio, quer pela sensibilização e capacitação dos trabalhadores e empresários, de acordo com o IPAMEI.

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img