14.9 C
Porto
16.5 C
Lisboa
22.9 C
Faro
Sexta-feira, Junho 14, 2024

“Visão 2030” da Arábia Saudita faz emergir mercado futebolístico

As mais lidas

Arábia Saudita emerge como nova atração em mercado controlado pela Inglaterra

Líder incontestada de mercado há 12 épocas seguidas, a Premier League atualizou nas últimas semanas o máximo de 2.25 ME fixado no período homólogo do ano passado e prosseguiu a ascensão resgatada em 2021/22, na sequência da pandemia de covid-19.


Entre 01 de julho e sexta-feira, os 20 clubes ingleses despenderam um pouco menos do que os 2.935,68 ME das restantes principais Ligas europeias em conjunto: Alemanha (de 486,6 para 747) e França (de 584,1 para 900,6), com um novo recorde, subiram face à última época, opondo-se a Espanha (de 529,9 para 439,9) e Itália (de 867,6 para 848,2).


Esse quarteto costumava  ‘secundar’ a Inglaterra, mas teve este ano a concorrência da Arábia Saudita, que, com o contributo do soberano Fundo de Investimento Público (PIF), cresceu 19 vezes mais face a 2022/23, quando fechou o top 20 mundial, com 43,78 ME.
Ao investir como nunca durante este verão, o país asiático já quadruplicou o recorde de 189,37 ME fixado em 2018/19 e poderá subir o montante atual de 846,57 ME até 20 de setembro, dia de encerramento do mercado na terceira Liga mais gastadora .


O paradigma começou a transformar-se no início do ano, com a chegada do avançado e capitão da seleção portuguesa Cristiano Ronaldo ao Al Nassr, clube que é orientado por Luís Castro e passaria a ser detido pelo PIF em junho, tal como o campeão Al-Ittihad, de Nuno Espírito Santo, o Al-Hilal, conduzido por Jorge Jesus, e o recém-promovido Al-Ahli.


Desde então, o apelo monetário tem seduzido ‘estrelas’ mundiais em pré-reforma, jovens promissores e treinadores a ingressarem na Arábia Saudita, onde a injeção de dinheiro ilimitado é estimulada pela ausência de tetos salariais e de regras de controlo financeiro.


O extremo brasileiro Neymar (ex-Paris Saint-Germain) representou a sétima negociação mais volumosa deste verão, ao custar 90 ME ao Al-Hilal, que ficou no segundo posto da tabela de despesas (353,1 ME), apenas atrás dos ingleses do Chelsea (464,1 ME), com ambos a investirem montantes jamais superados em toda a história das janelas estivais.
Malcom (ex-Zenit, 60 ME), o médio internacional luso Rúben Neves (ex-Wolverhampton, 55), Aleksandar Mitrović (ex-Fulham, 52,6) e Sergej Milinković-Savić (ex-Lazio, 40) são outros jogadores do clube de Jorge Jesus presentes no top 30 de transações, das quais 18 se destinaram à Premier League, três à Ligue 1, duas à Bundesliga e uma à La Liga.


Nessa lista está ainda a chegada do médio português Otávio (ex-FC Porto, 60 ME) ao Al Nassr, cujo gasto de 165,10 ME integrou, entre outros, Sadio Mané (ex-Bayern Munique, 30), Aymeric Laporte (ex-Manchester City, 27,5) e Marcelo Brozović (ex-Inter Milão, 18).


O Al-Ittihad adquiriu a custo zero Karim Benzema, que venceu a Bola de Ouro em 2022 e é o segundo melhor marcador de sempre do Real Madrid, atrás de ‘CR7’, e N’Golo Kanté (ex-Chelsea), aos quais uniu Fabinho (ex-Liverpool, 46,7) e o luso Jota (ex-Celtic, 29,1).


Mais expansivo esteve o Al-Ahli, ao unir Roberto Firmino (ex-Liverpool), Gabri Veiga (ex-Celta de Vigo, 40 ME), Riyad Mahrez (ex-Manchester City, 35), Roger Ibañez (ex-Roma, 30), Allan Saint-Maximin (ex-Newcastle, 27,2) e Franck Kessié (ex-FC Barcelona, 12,5).


Os reforços de renome são a face mais visível dos planos de Riade para subir o nível, as receitas e a visibilidade do campeonato local, tornando o desporto num dos alicerces do ‘Visão 2030’, programa de diversificação económica de um país dependente do petróleo, que planeia organizar o Mundial de futebol e os Jogos Olímpicos já na próxima década.
Os ‘bolsos sem fundo’ da Arábia Saudita permitem acomodar o impacto do segundo pior saldo mundial entre entradas e saídas, com -819,34 ME – suplantado pelos 1.289,19 ME negativos de Inglaterra -, fruto do 31.º lugar quanto às receitas, estimadas em 27,23 ME.

O Cidadão/Ricardo T Ferreira/Lusa

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img