12.5 C
Porto
Domingo, Maio 19, 2024

Turismo de Habitação, perfis e motivações – Por Óscar Silva

As mais lidas

Óscar Silva
Óscar Silva
Coordenador da Licenciatura em Turismo e  Negócios Sustentáveisno  e CTeSP no ISPGAYA

Uma das maiores motivações dos turistas que escolhem o Turismo de Habitação (TH) é revisitarem o passado, escolhendo casas que apelam a uma sensação de viagem no tempo e à vivência da tradição, escapando, assim, à rotina da vida moderna. Estes turistas pretendem, igualmente, ter um conhecimento aprofundado do país. Pertencem, eminentemente, às classes média e alta e escolhem atividades alternativas ao turismo de massas.

Todavia, a principal razão para os hóspedes estanciarem nos solares é participarem em atividades de lazer e de férias, estar no remanso absoluto e contatar com aspetos de ordem cultural.

A maioria das pessoas desloca-se em viatura própria ou alugada. A maioria dos utilizadores do TH possui habilitações superiores, pratica profissões intelectuais e científicas e de direção. Os hóspedes passam o tempo de diversos modos – como é natural –, tendo em conta as condições climatéricas, as atividades de animação que o TH alberga ou que se acham nas redondezas, as atrações e o estado de espírito dos turistas: passeando, conhecendo as atrações marcadas e não marcadas, lendo ou dormindo, convivendo à lareira, namorando e degustando os pratos e produtos locais.

Os hóspedes de TH não se confinam, todavia, às atividades que podem levar a efeito nas áreas rurais, uma vez que alguns deles visitam atrações localizadas em cidades mais ou menos próximas. Como é evidente, este comportamento é mais comum entre os estrangeiros, porque  pretendem conhecer melhor o país e beneficiam de estadias mais dilatadas no tempo. No que diz respeito às caraterísticas específicas das unidades de TH, os turistas realçam o facto de as casas serem símbolos de rusticidade que, habitualmente, estão integradas numa propriedade rural que se acha dotada de equipamentos complementares, como sucede com as piscinas, bilhares, courts de ténis, etc. As casas são, também, um local ideal para a confraternização familiar ou para reforçar laços de amizade com uma estreiteza que é incompatível com o ritmo frenético da vida moderna.

Uma outra motivação dos hóspedes que se instalam num TH é o desejo de ficarem hospedados numa casa sumptuosa, que tem uma história secular e testemunhar os estilos de vida do local é, também, uma das motivações para a estadia dos hóspedes.

Os adeptos de TH são independentes na escolha que fazem do alojamento, dado que têm conhecimento das casas através da internet, por intermédio de recomendações de familiares e amigos ou por já se terem aí alojado no passado. Ainda assim, existem indivíduos que escolhem as casas por outro tipo de razões, das quais avultam: o desejo de visitar familiares ou amigos, conhecer atrações turísticas e tomar parte em eventos desportivos (caça, pesca e desportos radicais), bem como em manifestações de outra índole (feiras de artesanato, festivais de gastronomia e folclore). Em consequência, estes consumidores de TH escolhem este alojamento, por vezes, porque é o único à disposição em certas paragens, e ainda bem, certamente não deram por mal empregue a escolha que foram “obrigado(s)” a fazer.

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img