22.7 C
Porto
Segunda-feira, Abril 15, 2024

O palco é um lugar sagrado – Por Alfredo Correia

As mais lidas

Alfredo Correia
Alfredo Correia
Actor/Encenador

Se existe um lugar sagrado para o artista, esse lugar é o palco. Pouco importa o seu tamanho, a sua estrutura, ou o seu local. Quando um artista está no palco, transforma-se numa outra pessoa. A timidez do artista não acontece naquele momento em que está nas tábuas do palco, só se… a timidez fizer parte do seu personagem.

Seja músico, cantor, ou actor, o palco será sempre e funcionará como um altar para qualquer artista. É no palco que expressa os seus sentimentos, troca energias com o público e mostra com toda a verdade, a sua arte.
É certo que não é necessário um palco, qualquer espaço pode ser um palco, desde que tenha um artista e um espectador…. mas, num palco de um Teatro é tudo muito mais místico – as luzes, as cortinas, a plateia.

Naquele momento todo o artista é um “semi-deus” que recebe a atenção de todo o público espectador, por isso, o palco deve ser, tem que ser, considerado um lugar sagrado para qualquer artista.

Sabemos, que talvez… muitos não dão esta importância a um palco, ou nunca pararam para pensar sobre este assunto. Agora eu pergunto:
Quantas coisas boas foram feitas sobre um palco?
Que sensações cada artista sentiu quando pisou o palco pela primeira vez?

Estou certo, que cada um tem uma história com o palco que a sua memória reteve.
Acho que todo o artista quando entra em cena, quando começa o espetáculo, e mesmo até, no final, após os agradecimentos, deveria ficar grato, pela oportunidade de ter o privilégio de pisar um lugar sagrado, chamado palco, onde o artista mostra a sua alma… de Talma, para poder fazer alguém feliz.

Que sejam bem vindos ao Palco, todos os artistas que fazem deste lugar, o seu altar.
O FALAR É A NOSSA ARMA.
Quantas palavras e actos somos intermediários das falas dos autores que representamos?
Quantas armas escritas levámos à Boca… de Cena e lhes damos outro paladar para espectador provar?
São ACTORES que falam a arma da escrita dos outros. São ENCENADORES que dão às falas o movimento.
São TÉCNICOS que tratam e cuidam do seu visual. É O TEATRO QUE LHES DÁ VIDA.

Hoje, apesar de implantada a Democracia, ainda se paga, e às vezes sai caro, por se ser directo e incisivo.
Gil Vicente, por exemplo, arriscou a vida para conseguir exercer a Liberdade.
A violência dos seus textos serviu para uma maior e melhor consciência colectiva.

O TEATRO É O JOGO MAIS DIVERTIDO QUE O SER HUMANO INVENTOU E TRANSFORMOU EM ARTE.
A PALAVRA é “ o esférico“ com o qual jogamos e continuaremos a aprender a utilizar.
Os ACTOS, as “balizas sem rede” por onde passam as palavras que atiramos .
O FALAR será sempre a “arma” que utilizamos neste jogo tão divertido.

Mas, como este jogo não lida com caneleiras, ondas e bandeiras, o melhor, é continuar a usar os adereços de cena, limpar o nosso equipamento, ligar os projectores e abrir a boca do palco.
0 TEATRO VAI COMEÇAR
VIVAM OS AMANTES DE TALMA

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img