8.5 C
Porto
Segunda-feira, Maio 27, 2024

Metro do Porto atinge 79 milhões de passageiros em 2023

A Metro do Porto superou, em 2023, o total de passageiros transportados num ano, atingindo os 79 milhões, tornando-se "o maior operador de transporte público" da Área Metropolitana do Porto (AMP), segundo a empresa.

As mais lidas

De acordo com dados enviados à Lusa, a transportadora registou 79.070.564 validações em 2023, um aumento de 21,30% face aos 65,2 milhões (exactamente 65.185.811) de validações registados em 2022.

Os números do ano passado ficam ainda acima do anterior recorde de passageiros transportados, registado em 2019 (antes da pandemia de covid-19), em que a empresa tinha registado 71,3 milhões de passageiros.

No que respeita às linhas, o tronco comum das linhas A, B, C, E, e F, entre Senhora da Hora e Estádio do Dragão, registou mais de metade das validações (40,3 milhões, 50,1% do total), seguido pela linha Amarela (D), com 24,3 milhões (30,75% do total).

Segue-se a linha Azul (A), que registou 4,03 milhões de validações, logo depois a Vermelha (B), com 4,02 milhões, pela Verde (C), com 2,8 milhões, pela Laranja (F), com 2,3 milhões, e pela Violeta (E), com 1,2 milhões de passageiros.

No que concerne às estações, as nove mais frequentadas da rede pesam quase tanto (49,3%) como todas as outras (50,7%), sendo a mais utilizada a Trindade (18,9%), seguida de Campanhã (5,0%), Casa da Música (4,9%), São Bento (4,5%), Bolhão (3,6%), João de Deus (3,4%), Santo Ovídio (3,3%), Campo 24 de Agosto (3,0%) e Sete Bicas (2,9%).

Na rede de metro, 74% das validações corresponderam a assinaturas mensais, e 26% a títulos ocasionais, segundo os dados oficiais.

A Metro do Porto conta, actualmente, com seis linhas em operação, aguardando-se a inauguração da extensão da Linha Amarela (D), entre Santo Ovídio e Vila d’Este (Vila Nova de Gaia), e a conclusão das obras da Linha Rosa (G), entre São Bento e Casa da Música (Porto), e da linha de ‘metrobus, entre Casa da Música e Praça do Império.

A obra da Linha Rubi (Santo Ovídio – Casa da Música), que inclui uma nova ponte sobre o rio Douro, já foi consignada e arrancará nas próximas semanas. O concurso público para a segunda fase do ‘metrobus’, que ligará o serviço até à Praça Cidade do Salvador (rotunda da Anémona), já foi também lançado.

OC/Maria Paulo/Lusa

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img