15.8 C
Porto
18.1 C
Lisboa
19.9 C
Faro
Segunda-feira, Junho 17, 2024

Médico António Gandra d’Almeida é o novo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde

O Ministério da Saúde anunciou hoje que escolheu o médico António Gandra d’Almeida para substituir Fernando Araújo como diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e adiantou que o tenente-coronel tem uma vasta experiência em emergência médica.

As mais lidas

Em comunicado, o ministério indica que o novo responsável foi diretor da delegação regional norte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), é comandante do Agrupamento Sanitário, desempenha atividade assistencial hospitalar e pré-hospitalar e que nas Forças Armadas acumulou funções de chefia e de coordenação.

O ministério tutelado por Ana Paula Martins referiu também que recebeu na terça-feira o relatório de atividades da Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE – SNS) “que será, agora, objeto de análise pelo Ministério da Saúde”.

Fernando Araújo tinha ido na terça-feira ao Ministério da Saúde e hoje é ouvido no parlamento para explicar as razões de se ter demitido em abril.

No comunicado, a tutela refere que “em breve” será anunciada a constituição da restante equipa da DE-SNS e que os nomes serão submetidos à Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP).

O ministério refere ainda que “o Governo agradece ao professor Fernando Araújo e à sua equipa o trabalho desenvolvido no SNS e apresenta os votos dos maiores sucessos profissionais e pessoais”.

O substituto de Fernando Araújo, tem 44, é tenente-coronel médico dos quadros permanentes do Exército português e licenciou-se na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa.

António Gandra d’Almeida tem uma especialização académica e profissional, destacando-se a formação complementar na Academia Militar, uma Pós-Graduação em Saúde Militar, o mestrado European Master in Disaster Medicine e a especialidade em Cirurgia Geral, bem como a Competência em Gestão de Serviços de Saúde, Emergência e Medicina Militar pela Ordem dos Médicos.

O novo diretor-executivo foi responsável pelas Vias Verdes da Região Centro do INEM, desde 2014 até 2019, e esteve à frente da instalação e coordenação da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Barreiro, entre 2016 e 2018, de acordo com a informação divulgada pelo ministério.

Também colaborou em várias comissões do Estado-Maior do Exército, EMGFA e do Ministério da Saúde, entre as quais: Comissão de Trauma da ULSGE – Unidade Local de Saúde de Gaia e Espinho, Comissão de Remodelação do Serviço de Urgência da ULSRA – Unidade Local de Saúde da Região de Aveiro, Comissão Nacional de Trauma, Comissão do Doente Crítico do Algarve, e Comissão Instaladora da Competência em Medicina Militar.




- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img