18.5 C
Porto
Quinta-feira, Maio 23, 2024

Mau Tempo: Porto com 70 ocorrências e família de 5 pessoas foi realojada

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) recomendou aos cidadãos que evitem deslocações desnecessárias durante o dia de hoje devido à previsão de chuva e vento forte, consequência da passagem da depressão Aline pelo continente. O segundo comandante da ANEPC, Miguel Cruz, disse que o nível de prontidão do dispositivo vai subir de amarelo para laranja, o segundo mais elevado, a partir das 00:00 de quinta-feira.

As mais lidas

A cidade do Porto registou ao final do dia de ontem e durante toda a noite, 70 ocorrências devido ao mau tempo, com uma família de cinco pessoas a ter que ser realojada, adiantou a câmara local.

Uma família de cinco elementos, um casal com três filhos, da zona das Fontainhas, na freguesia do Bonfim, foi realojada devido à falta de condições de habitabilidade da sua habitação, situação causada pelo mau tempo, explicou o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, em declarações aos jornalistas.

“Essa família está a caminho ou já está no Seminário de Vilar, onde terão três quartos com todas as comodidades”, frisou Rui Moreira.

O autarca lembrou que a situação é recorrente em dias de muita chuva e acrescentou que a Câmara do Porto está a tentar “adquirir aqueles terrenos para criar bacias de retenção e retirar as pessoas que ali vivem”.

O comandante dos Bombeiros Sapadores do Porto, Carlos Marques, adiantou que ocorreram até às 23:00 de ontem 70 ocorrências “relativamente ligeiras” devido ao mau tempo, com infiltrações, inundações, duas quedas de árvore e quedas de estruturas, mas sem vítimas.

“Registou-se entre 18:00 e as 20:00 um pico de precipitação bastante alto, elevado número de ocorrências, com 40 em duas horas”, detalhou.

Já Rui Moreira apontou uma “pluviosidade absolutamente anormal”, com a queda de 20 litros de água por metro quadrado na zona do Campo 24 de Agosto e nas Fontainhas.

“Temos dois tuneis fechados, incluindo túnel do Campo Alegre. Os problemas maiores que tivemos foram no Bonfim, zona das Fontainhas, Costa Cabral, Foco, Cristo rei, Marechal Saldanha, mas muito a nível de caves, porque a cidade não consegue escoar esta quantidade de água”, frisou.

Questionado sobre a antecipação dos cenários de mau tempo, Rui Moreira realçou que estes fenómenos meteorológicos são muito rápidos e imprevisíveis, lembrando que as autoridades determinaram pela antecipação do encerramento da avenida Gustavo Eiffel.

O Porto está sob aviso laranja, devido à previsão de chuva, até às 00:00 de quinta-feira. O aviso laranja regressa a este distrito entre as 06:00 e as 18:00 de quinta-feira.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) informou que a depressão Aline “irá atravessar o Atlântico em fase de cavamento, aproximando-se da região centro da costa ocidental de Portugal na manhã do dia 19, em deslocamento rápido para leste e transportando uma massa de ar muito quente, húmido e instável”.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) recomendou aos cidadãos que evitem deslocações desnecessárias durante o dia de hoje devido à previsão de chuva e vento forte, consequência da passagem da depressão Aline pelo continente.

O segundo comandante da ANEPC, Miguel Cruz, disse que o nível de prontidão do dispositivo vai subir de amarelo para laranja, o segundo mais elevado, a partir das 00:00 de quinta-feira.

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img