11.2 C
Porto
Domingo, Fevereiro 25, 2024

“Insetos a Proteína do Futuro” debatido na Escola Agrária de Santarém

A Escola Superior Agrária de Santarém (ESAS) organizou o debate "Insetos a Proteína do Futuro", nesta quarta-feira, no âmbito da Semana da Ciência e Tecnologia.

As mais lidas

A sessão de abertura contou com a presença de Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém (CMS), e de Margarida Oliveira, Diretora da Escola Superior Agrária de Santarém (ESAS).

Ricardo Gonçalves enalteceu a ESAS pelo tema da conferência, evidenciando o trabalho que docentes e discentes têm desenvolvido durante mais de um século de existência desta unidade orgânica do Instituto Politécnico de Santarém.

Semana da Ciencia e Tecnologia Insetos a Proteina do Futuro ESAS 366 min
Direitos Reservados

O Presidente da CMS considera que falar de insetos é “falar da proteína do futuro“, referindo que para o grupo de países mais ocidentais, a proteína oriunda destes invertebrados com exoesqueleto quitinoso, já é consumida e aproveitada desde há muitos anos.

Ricardo Gonçalves considera que “no que concerne a Santarém, esta Agenda Mobilizadora InsectERA do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) é uma oportunidade muito grande para a nossa região, mas também para o país.”

A Agenda Mobilizadora InsectERA traz soluções alimentares/nutricionais alternativas que vão dar resposta às novas necessidades do setor, como o aumento da população mundial, as alterações climáticas e o desperdício alimentar. Assim, contribui para a transação verde em direção à sustentabilidade ambiental, baseada numa economia circular.


Começou por ser um projeto de pequena dimensão que surgiu no INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, mas que com o trabalho e dedicação de todos os intervenientes, rapidamente cresceu e transformou-se num projeto de abrangência nacional“, referiu o autarca de Santarém.

De seguida tiveram lugar as apresentações de Susana Pombo, da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), que falou do tema “Legislação, Desafios e Oportunidades”. Daniel Murta, da empresa EntoGreen, falou da Agenda InsetERA. Vanda Andrade, Professora da ESAS, fez uma abordagem sobre “Insetos e a Saúde” e para terminar o painel, Sofia Van Harten, Professora da ESAS, fez uma apresentação do programa do curso “TESP Produção de Insetos”.

O debate seguiu com o painel “à Conversa com Investigadores, Empreendedores e Cidadãos”, que juntou Igor Dias, do Projeto SPIN, Diogo Palha, da ThunderFoods, José Gonçalves, da Cricket Farming Co, Mónica Sobreiro, do Clube de Produtores da SONAE, Laura Mendes, Estudante da ESAS, e estudantes do Ensino Secundário.

A sessão terminou com uma degustação de “novos alimentos” produzidos com farinhas de origem resultantes do processamento de insetos.

Importa referir que o Executivo Municipal aprovou a 9 de janeiro, a alienação de um prédio rústico situado na Zona de Desenvolvimento Económico de Pernes à empresa EntoGreen, no âmbito do contrato de consórcio externo, com vista à execução do projeto “InsectERA – A ERA da indústria dos insetos”, com capacidade para albergar outras unidades agroalimentares que contribuam para a criação de circularidade e parcerias, promovendo a partilha de recursos entre as empresas instaladas, num investimento que rondará os 19 milhões de euros no âmbito do PRR

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img