12.4 C
Porto
15.9 C
Lisboa
17.8 C
Faro
Domingo, Julho 14, 2024

Hugo Negrelli apresenta ao vivo o novo álbum “A March For Hackney na Ericeira e no Porto

O músico e compositor Hugo Negrelli vai apresentar o novo álbum, "A March For Hackney", ao vivo dia 26 de janeiro, na Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva, na Ericeira; e dia 18 de fevereiro, no Novo Ático – Coliseu Porto Ageas.

As mais lidas

Gravado em Londres durante a pandemia – para onde o músico se mudou para estudar e gravar – “A March For Hackney” representa um novo capítulo, com músicas rocky-funky-pop com elementos jazzísticos, arranjos de sopros e cordas, e temas introspetivos como a procura, perdição e esperança, entre outras narrativas.

Com música e letra de Hugo Negrelli, “A March For Hackney” foi gravado no Livingston Studios e no Vinicius Lima/Studio 13, em Londres, com Steve Pringle (órgão e rhodes), Nick Walsh (baixo), Paul Gregory (bateria) e Emilie Dollerup (coros) – músicos ligados aos projetos Incógnito, Michael Kiwanuka, David Gilmour, Jools Holland e Louis Cole.

O esperado sucessor de “Loose Frames Tales” tem como single de avanço “Bring Me Home With You”, em rotação na Smooth FM. “Uma música onde explorei novos estilos de escrita, de composição e de género. Uma música que veio de um sítio diferente. Trata-se, claramente, de uma música de amor, aberta, porém, à interpretação de cada um”, explica o músico.

Os bilhetes para os concertos já estão à venda nos locais habituais e on-line.


 Hugo Negrelli:

Natural de Coimbra, Hugo Negrelli participou numa orquestra infantil e aos 12 anos começou a tocar guitarra. Nessa altura descobriu o blues e começou a explorar diferentes estilos e géneros musicais: jazz, R&B, funk, country, gospel, folk e clássico. Fez o secundário na Escola de Música e Jazz de Mafra e passou pelo JB Jazz. Tirou Ciências da Comunicação, na Universidade de Lisboa, e Creative World Music, na Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa. Recentemente frequentou a London Music School.

Para a sua formação contribuíram as aulas com Pedro Madaleno, Nuno Ferreira, Nuno Marinho e Múcio Sá. Participou em workshops com Julian Lage, Isaiah Sharkey, Guthrie Govan, Tom Quayle e Marco Bosco. Durante oito anos participou em jam sessions no Barzinho, em Ribamar, com Bruce Henri, Nanã Sousa Dias e Manuel Rocha. E integrou alguns espetáculos musicais, como o Bruce Henri Quartet e Trio Cadmira+1, sendo o co-autor da música original para três peças de teatro da Companhia de Teatro A Tribo.

Composto por baladas poéticas folk, temas de jazz, blues e fusão, o álbum de estreia “Loose Frame Tales” foi editado em 2020, e convidou a uma viagem pelo percurso do músico. 2024 marca o regresso de Hugo Negrelli aos originais com a edição de ““A March For Hackney”.

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img