20 C
Porto
Quinta-feira, Maio 23, 2024

Di Maria a Alma Encarnada – Por João Pina

As mais lidas

João Pina
João Pina
Administrativo e Benfiquista Apaixonado

Na história rica e vibrante do Sport Lisboa e Benfica, poucos jogadores conquistaram o coração dos adeptos como Ángel Di Maria. Este talentoso argentino, muitas vezes chamado de “Fideo” pela sua agilidade e destreza, não só trouxe a magia aos relvados, mas também teceu um vínculo inquebrável com os seguidores do glorioso clube encarnado. 

Di Maria chegou ao Benfica em 2007, vindo da Argentina, do Rosário Central, com poucos a conhecerem-lhe o nome e, no entanto, a sua jornada no clube rapidamente o elevou ao estatuto de lenda. A sua velocidade e habilidade eram inigualáveis, fazendo com que os adversários mal pudessem acompanhá-lo, mas o que realmente cativou os benfiquistas, foi sua paixão pelo emblema e pelas cores encarnadas. 

Cada vez que Di Maria vestia a camisola do Benfica, parecia abraçar a história e a tradição do clube como se fossem parte de sua própria essência. Não era apenas um jogador, era um encarnado de coração e alma. A sua dedicação em campo, determinação em vencer e carinho que demonstrava pelos adeptos tornaram-no um verdadeiro ícone. 

E quem poderá esquecer a temporada 2009/2010, quando o Benfica conquistou o campeonato português? Di Maria foi uma força motriz crucial nessa conquista, brilhando com golos e assistências que ecoaram para além do Estádio da Luz. Os adeptos do Benfica nunca esquecerão aquele título e a alegria que Di Maria trouxe a cada jogo. 

Mas sua ligação com o Benfica não terminou quando ele partiu para o Real Madrid e, mais tarde, para o Paris Saint-Germain! Di Maria sempre encontrou algum tempo para expressar o seu carinho pelo clube que o lançou para o estrelato. Permaneceu um encarnado em espírito, sendo seu amor pelo Benfica deveras evidente quando ele falava sobre o clube ou visitava o Estádio da Luz. 

Atualmente, após o desejado regresso, em cada passe, em cada corrida, Di Maria continua a personificar o que significa ser um jogador à Benfica. Ele trouxe de volta a alegria, paixão e compromisso aos relvados, sendo o seu vínculo ao clube para sempre eterno.  

Um dia quando Ángel Di Maria tiver de deixar o glorioso, pois a carreira de um profissional é mesmo assim, não será apenas mais um ex-jogador do Benfica, será sempre a personificação da ligação inquebrável entre um jogador e um clube. Para os benfiquistas será sempre o “Fideo”, a alma encarnada que iluminou os seus corações e que os fez acreditar na magia do futebol.

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img