13.4 C
Porto
Quinta-feira, Maio 23, 2024

Conferência em defesa do novo aeroporto em Santarém

Projeto da infraestrutura ambicionada para Santarém será apresentado. Autarcas das comunidades intermunicipais de Leiria, Coimbra, Beira Baixa e Médio Tejo vão estar presentes. O “Centro do país unido na defesa da opção Santarém” e “as características do projeto Magellan 500 Airport e o calendário da sua concretização” são os pontos de partida da conferência que o jornal "Região de Leiria" promove na próxima sexta-feira, dia 20, sobre a melhor localização para o futuro aeroporto.

As mais lidas

Projeto da infraestrutura ambicionada para Santarém será apresentado. Autarcas das comunidades intermunicipais de Leiria, Coimbra, Beira Baixa e Médio Tejo vão estar presentes.

O “Centro do país unido na defesa da opção Santarém” e “as características do projeto Magellan 500 Airport e o calendário da sua concretização” são os pontos de partida da conferência que o jornal “Região de Leiria” promove na próxima sexta-feira, dia 20, sobre a melhor localização para o futuro aeroporto.

“Santarém, um aeroporto para Portugal” é o tema da conferência, que decorre no auditório dos serviços centrais do Politécnico de Leiria (edifício sede), em Leiria.

À apresentação do projeto Magellan 500 Airport, seguem-se um debate, testemunhos de autarcas e intervenções sobre oportunidades para o turismo e impacto na rede ferroviária.

A apresentação está a cargo de Carlos Brazão, líder do consórcio responsável pelo projeto. Segue-se o debate e a apresentação de testemunhos de membros das comunidades intermunicipais, sob o tema “Centro do país unido na defesa de um projeto”.

“Oportunidades para o turismo e valorização do território” é o tema de uma mesa-redonda, que conta com a participação dos presidentes da Nerlei, António Poças; da Aciso, Purificação Reis, e da câmara de Ourém, Luís Albuquerque, bem como da investigadora e especialista em turismo religioso Margarida Franca. O investigador e especialista em economia e planeamento de transportes, Manuel Tão, faz uma intervenção sobre “Oportunidades e implicações na rede ferroviária”.

A conferência começa às 14h30, com a intervenção dos presidentes da CIM Região de Leiria, Gonçalo Lopes; da câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves; do Instituto Politécnico de Leiria, Carlos Rabadão, e do diretor do jornal REGIÃO DE LEIRIA, Francisco Rebelo dos Santos. O encerramento, às 17h30, está a cargo do vice-presidente da CCDR do Centro, Eduardo Castro.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia, através do email: marketing@regiaodeleiria.pt ou 244 819 950, até ao próximo dia 18 de outubro.

Esta conferência pretende dar continuidade à unidade verificada na região Centro em defesa da construção de um aeroporto em Santarém, já manifestada por representantes de quatro comunidades intermunicipais: Leiria, Coimbra, Beira Baixa e Médio Tejo.

Estas quatro comunidades reúnem 48 municípios que, por sua vez, congregam mais de 10 por cento da população do país. Os autarcas acreditam que a construção de um aeroporto em Santarém é a melhor entre as nove opções em análise: Portela + Montijo; Montijo + Portela; Alcochete; Portela + Santarém; Santarém, Portela + Alcochete; Pegões; Portela + Pegões, e Rio Frio + Poceirão.

Os autarcas apresentam quatro razões em defesa do projeto: a localização, com uma “posição central em relação às regiões circundantes”; o potencial turístico, o desenvolvimento económico, com “um significativo aumento das oportunidades de negócios”, e o descongestionamento de outros aeroportos.

O novo aeroporto seria resultado da “iniciativa privada, que tem uma capacidade financeira robusta e que nos indica que se a decisão for tomada com rapidez, até final de 2029 a obra estaria pronta a ser utilizada”, referiu, em junho, o presidente da CIM Região de Leiria, Gonçalo Lopes, após uma reunião em Porto de Mós com os presidentes das outras três comunidades.

Também para a Nerlei, “a localização óbvia do novo aeroporto seria a norte do rio Tejo, pois é aí que está a maioria da população e da atividade económica que mais utiliza, e utilizará, esta infraestrutura”, como já referiu o presidente da associação, António Poças.

É neste contexto que decorre a conferência, centrada no projeto Magellan 500 Airport e no reforço das posições dos diferentes sectores da região Centro em defesa desta opção para o futuro aeroporto do país.

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

- Publicidade -spot_img

Artigos mais recentes

- Publicidade -spot_img