12.5 C
Porto
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
- Advertisement -spot_img

AUTHOR NAME

Rosa Fonseca

16 POSTS
0 COMENTÁRIOS
Professora e Escritora

Ainda e sempre – O Amor

Se vamos falar de amor, então falemos também dos silêncios. Das estrelas no céu. Dos poentes. Da cadeira de baloiço no alpendre. Da luz...

Os nossos pais e avós não são para exibir no Carnaval, salvo, se gostarem e o quiserem, claro!

Não gosto do Carnaval. Nunca me mascarei. Para mim será impensável vir a fazê-lo ou a “exigirem-me” que o faça, quando estiver num Lar....

Faltou-nos a coragem de uma despedida – talvez de um adeus (Crónica)

Havia um olhar transparente e todos os devaneios nos interpelavam pelas tardes rasantes, em finais de verão. Tantas tardes, tantos instantes de calor. E...

“E viveram felizes para sempre” : É assim que acabam as histórias de encantar – Por Rosa Fonseca

Quando nos leram a Cinderela ou a Branca de Neve ficámos enternecidos, a inocência fez-nos acreditar que o bem e o amor vencem sempre,...

O Natal já passou e agora, mudou alguma coisa? Onde é que nos perdemos!? – Por Rosa Fonseca

E foi Natal há uns dias. E a melancolia, a dor e a alegria, vão-se dissipando e tudo volta ao seu ritmo. Os momentos...

Agora sim, pensou o avô: Somos Natal! – Por Rosa Fonseca

Jerónimo era um avô sem chapéu e sem barbas brancas. Também não usava bengala ou um roupão de flanela aos quadradinhos. Em vez de se...

À Memória de todos os avós: “Era uma vez…” No olhar do meu avô era sempre Natal. – Por Rosa Fonseca

O meu avô não usava chapéu e também não andava muito devagar. Usava óculos!O meu avô trazia com ele os dias soltos, baralhava-os na...

Por esta altura já nos anunciam o Natal – vem de mansinho, mas sem calor pelas ruas. Feliz Natal! Boas Festas! -Por Rosa Fonseca

Ao longo dos tempos assistimos com alguma benignidade ao que as sociedades nos impõem, outras, com acidez absoluta sem termos em conta quem somos...

À conversa com o meu avô: Às vezes, caminhávamos em silêncio e eu entendia o teu olhar sobre o meu. Estendia a minha...

Iniciávamos as tardes de domingos muito acalorados. Para nós era sempre verão, avô! Mesmo quando vestias o teu casaco daquela cor que nunca defini,...

Entre laços e aromas : À memória dos outonos – Por Rosa Fonseca

A memória é um refúgio ao qual voltamos sempre que somos convocados. E convocam-nos as saudades, os lugares, as casas e os afetos, mas...

Latest news

- Advertisement -spot_img